Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 ABMS
 Aulas Iniciais Solos 1
 Aulas iniciais Solos 2
 Muros de arrimo
 Aulas iniciais Fundações
 Revista Fundações
 Currículo Lattes Joaquim
 Método Aoki-Velloso-Tabelas
 Dissertação de Mestrado de Joaquim
 Tese de Doutorado de Joaquim
 Aula Estabilidade de taludes Solos 2
 Aterros sobre solos moles
 Plano de Ensino de Mec. Solos 1
 Plano de Ensino de Mec. Solos 2
 Plano de Ensino de Fundações
 Geotecnia na Arquitetura
 Caso obra solo-fundação-estrutura
 Aula Capacidade de carga Estacas
 Painel ENADE Semana Docente 2014
 Página no Twitter
 Coluna Bíblia e Engenharia
 Laboratório de Topografia UNICAP
 Melhoramento de solo-Fundações
 Palestra Colégio São Luís
 Provas de carga
 Rede de Fluxo Barragens
 Barragens Estabilidade de taludes
 Patologia das fundações
 Barragens Monitoramento
 Livro Solos Não Saturados ABMS




Blog de Joaquim Teodoro Romão de Oliveira
 




Escrito por Joaquim Oliveira às 11h35
[] [envie esta mensagem
] []





II Seminário Pernambucano de Estruturas de Fundações

Para fazer download nas palestras dos Profs. Alexandre Gusmão e Joaquim Oliveira:

Alexandre Gusmão

https://www.dropbox.com/sh/8o4znzu6pja1it3/AADu8Wou7WvCP8Ebg1PGfotNa?dl=0

 

Joaquim Oliveira

 

https://www.dropbox.com/s/r39newsr8llfgr2/Palestra%20Joaquim%20-%20II%20Seminario%20Estruturas%20Fundacoes.pdf?dl=0



Escrito por Joaquim Oliveira às 12h33
[] [envie esta mensagem
] []





Seminário de Engenharia Civil discute estruturas e fundações

img_3002Os aspectos geotécnicos e estruturais foram tema do II Seminário Pernambucano de Estruturas e Fundações. O evento promoveu nove palestras ao longo desta quarta-feira (16) no auditório G2 da Universidade Católica de Pernambuco. A iniciativa foi fruto de uma parceria entre o curso de graduação, o mestrado em Engenharia Civil da Unicap, o Instituto Brasileiro do Concreto (Ibracon) e a Associação Brasileira de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica (ABMS).

O primeiro palestrante foi o docente da Universidade Federal de Pernambuco, Prof. Dr. Silvio Romero. O ex-professor da Católica abordou as influências dos solos problemáticos nas estruturas das fundações. Romero começou falando sobre os aspectos  de compressibilidade, permeabilidade e volume. Ele também destacou algumas ações a serem adotadas pelos engenheiros nas fases de projeto ou execução.

img_3007“O mais importante é evitar o problema, removendo ou substituindo o solo problemático (estando atento aos possíveis danos ambientais), tratar as propriedades mecânicas do solo ou desenvolver o projeto de forma a conviver com os problemas”.

As fundações foram o ponto central da palestra do Prof. Dr. Alexandre Gusmão, da UPE e IFPE. Ele abordou os sistemas de estacas tipo hélice contínua e as de perfil metálico. De acordo com ele, a primeira consiste na perfuração do solo e do seu preenchimento com concreto, seguido da colocação da armadura de ferro ainda no cimento fresco.

“São estacas boas porque podem se adaptar a prédios de alto ou pequeno porte”, disse ele especificando algumas medidas que variam de 300 a 1000 mm de diâmetro e 30 metros de comprimento. Já a fundação de hélice metálica, segundo o palestrante, é aquela que usa trilhos de aço em sua estrutura. “São usadas em obras de maior porte a exemplo do Le Parc, em Boa Viagem”. Ao final, Gusmão mostrou um quadro comparativo entre os dois métodos.

O último palestrante da tarde foi o Prof. Dr. Joaquim Romão, da Unicap. Ele mostrou estudos de casos sobre a estimativa de probabilidade de ruína em fundações. Joaquim apresentou fórmulas e cálculos desenvolvidos em pesquisas para trabalhos de conclusão de curso, artigos e dissertações. Entre eles os estudos sobre os prédios do tipo caixão que apresentaram problemas na Região Metropolitana do Recife.



Escrito por Joaquim Oliveira às 10h38
[] [envie esta mensagem
] []





Convidando para participarem de evento do Programa do Curso "Seminários de Engenharia Civil", que corresponde a uma ação conjunta da graduação e pós-graduação em Engenharia Civil da UNICAP.

No mês de nov/2016, o evento será realizado em parceria com o IBRACON e ABMS com o título " II SEMINÁRIO PERNAMBUCANO DE ESTRUTURAS DE FUNDAÇÕES", no dia 16 no auditório G II das 14:00hs às 21:30hs, com a seguinte programação:

14:00 – 14:30 ABERTURA e Pronunciamentos Institucionais
Prof. Romilde Almeida de Oliveira – Diretor Regional – IBRACON - PE
Profa. Karina Cordeiro de Arruda Dourado – Presidente da ABMS – Núcleo Nordeste

1. 14:30 h às 15:30 h Palestra 1
Título: Solos problemáticos: Influência nas estruturas de fundações
Palestrante: Sílvio Romero de Melo Ferreira
Prof. Dr. – Universidade Federal de Pernambuco
Exposição: 45 min - Debate: 15 min

2. 15:30 h às 16:30 h / Palestra 2:
Título: Fundações de Edifícios com especiais enfoques às estacas hélice contínua e em perfis metálicos
Palestrante: Alexandre Duarte Gusmão
Prof. Dr. – Universidade de Pernambuco, IFEP
Exposição: 45 min - Debate: 15 min

3. 16:30 h às 17:30 h / Palestra 3:
Título: Estimativa de probabilidade de ruína em fundações-Estudo de casos
Palestrante: Joaquim Teodoro Romão de Oliveira
Prof. Dr. – Universidade Católica de Pernambuco
Exposição: 45 min - Debate: 15 min

17:30 h às 18:00 h / Coffee break

4. 18:00 h às 19:00 h / Palestra 4:
Título: Danos causados pela erosão nas fundações de pontes
Palestrante: José Afonso Pereira Vitório
Prof. Dr., CEIMRE-UPE, Vitório e Melo Proj. Estruturais
Exposição: 45 min - Debate: 15 min

5. 19:00 h às 20:00 h / Palestra 5:
Título: Fundações em estacas com perfis de aço
Palestrante: Djaniro Álvaro de Souza
Engo. Civil, M.Sc. - Gerdau Aços Brasil
Exposição: 45 min - Debate: 15 min

6. 20:00 h às 21:00 h / Palestra:
Título: Modelos numéricos para projeto de blocos de coroamento de estacas 
Palestrante: Valmiro Quéfren Gameleira Nunes
Prof. M.Sc., Doutorando - Universidade Federal de Pernambuco
Exposição: 45 min - Debate: 15 min

APOIO INSTITUCIONAL
UNICAP-Cursos de Graduação e Pós-Graduação em Engenharia Civil 

Inscrições gratuitas, realizadas na hora do evento mediante preenchimento de lista de presença. (vagas limitadas pela capacidade do auditório)

Serão emitidos certificados.



Escrito por Joaquim Oliveira às 18h38
[] [envie esta mensagem
] []





COM QUASE 1.300 PARTICIPANTES, COBRAMSEG/SBMR 2016 SUPERA EXPECTATIVAS DE ORGANIZADORES E CONGRESSISTAS

 

Publicado por www.abms.com.br

Realizado em momento delicado da economia brasileira, depois de dois anos consecutivos de queda acentuada do PIB (Produto Interno Bruto), o Congresso Brasileiro de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica foi mesmo assim um grande sucesso. Reuniu quase 1.300 participantes no Minascentro em Belo Horizonte, superando com larga folga as expectativas de todos, inclusive dos organizadores. “Trabalhamos para que isso acontecesse”, afirma Gustavo Simões, presidente da Comissão Organizadora do evento. “Mas sinceramente não esperávamos tudo isso”. Para André Assis, presidente da ABMS, o destaque foi a excepcional presença de estudantes e jovens geotécnicos. “Isso revela que a mensagem da ABMS está chegando aos mais jovens”, disse Assis.

Outro ponto positivo, apontado por André Assis, foi a percepção de muitos dos participantes, inclusive das empresas patrocinadoras, de que o pior da crise ficou para trás. “O sucesso do COBRAMSEG/SBMR foi um indicador claro de que teremos dias melhores para a engenharia nacional daqui para frente”.

O COBRAMSEG/SBMR 2016 aconteceu entre os dias 19 e 22 de outubro e teve a participação de img_0782especialistas de diversos países. O tema central do evento foi “O Futuro sustentável do Brasil passa por Minas”.

Quatro eventos aconteceram simultaneamente. O Cobramseg (XVIII Congresso Brasileiro de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica), o SBMR (Simpósio Brasileiro de Mecânica das Rochas), o GeoJovem (Simpósio de Engenheiros Geotécnicos Jovens) e o SFGE (Shaping the Future of Geotechnical Education International Conference on Geo-Engineering Education).

A presença de estudantes e jovens geotécnicos foi a maior já registrada no Cobramseg, mostrando o resultado dos esforços da ABMS para atrair os jovens para a Geotecnia.

Além disso, especialistas renomados internacionalmente prestigiaram o evento, proferiram palestras e participaram de discussões que prenderam a atenção dos congressistas. Nomes como o do americano Scott Olson, da Universidade de Illinois (EUA), o português Roy Lopes, especialista da Golder Associates, o chileno Luiz Valenzuela, especialista com larga experiência internacional, o inglês John Atkinson, professor emérito da City University, em Londres, entre outros.

Na parte técnica, foram 1.200 resumos inscritos para os quatro eventos. Destes, cerca de 800 foram selecionados e muitos deles foram apresentados ao longo do Congresso.



Escrito por Joaquim Oliveira às 09h30
[] [envie esta mensagem
] []





Convidando para palestra do Programa do Curso "Seminários de Engenharia Civil", que corresponde a uma ação conjunta da graduação e pós-graduação em Engenharia Civil da UNICAP.

Palestrante: Professor Rui Carneiro Barros da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto - Portugal

 Título: Controle de Vibrações em Edifícios Altos sob Ação do Vento com Emprego de Amortecedores de Massas Sintonizados(TMD)

Data: 18/10/2016 ;   Horário: 18 horas

Local: Universidade Católica de Pernambuco - Auditório G2



Escrito por Joaquim Oliveira às 18h23
[] [envie esta mensagem
] []





 

 
 

Minicursos são oportunidade única de aperfeiçoamento acadêmico e profissional. Conheça a programação

A Comissão Organizadora do COBRAMSEG/SBMR 2016 está finalizando os últimos detalhes para abrir as inscrições para os Minicursos do evento. Os Minicursos serão realizados no dia 19 de outubro, das 8h30 às 18h, na Escola de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e contarão com aulas de reconhecidos nomes da comunidade técnica nos âmbitos nacional e internacional. Serão 10 minicursos que abordarão temas como métodos numéricos aplicados à geotecnia, fundações em estacas metálicas, ensaios de campo e análise de liquefação em barragens de rejeitos, dentre outros. As vagas são limitadas.

“No último COBRAMSEG, em Goiânia (GO), foram realizados 9 minicursos. Para Minas Gerais, a Comissão conseguiu trazer 10 minicursos de grande interesse da comunidade técnica”, aponta o engenheiro Gustavo Simões, presidente da Comissão Organizadora do COBRAMSEG/SBMR 2016.

Para participar dos minicursos, os interessados deverão se inscrever mediante o pagamento da taxa de inscrição de cada curso – com preços diferenciados para estudantes e profissionais associados à ABMS, ABGE, ISSMGE ou ISMR. Os interessados também deverão ter se inscrito para o COBRAMSEG/SBMR 2016 para participar dos minicursos. “Iremos disponibilizar no site do COBRAMSEG/SBMR 20165, em breve, uma página específica para a inscrição dos minicursos com todos os detalhes”, declara o presidente da Comissão Organizadora.


http://www.abms.com.br/links/cobramseg2016/programacao-minicursoscobramseg-.pdf



Escrito por Joaquim Oliveira às 10h05
[] [envie esta mensagem
] []





CONHEÇA ALGUMAS DAS PRINCIPAIS ATRAÇÕES ARTÍSTICAS, CULTURAIS E TURÍSTICAS DE BELO HORIZONTE E REGIÃO

 

Publicado por http://www.abms.com.br/conheca-algumas-das-principais-atracoes-artisticas-culturais-e-turisticas-de-belo-horizonte-e-regiao/

Além do conteúdo técnico, que teve toda a atenção desde o início dos preparativos, outra parte que mereceu cuidado especial da Comissão Organizadora do COBRAMSEG/SBMR 2016 foi o lado turístico e cultural do evento. Com diversas atrações na capital, Belo Horizonte, e nas redondezas – bem como em todo o estado, o Instituto Inhotim e a cidade de Ouro Preto foram as escolhidas para as excursões do Congresso, que contará também com um city tour por BH.

Inhotim Day

inhotimLocalizado a 60 quilômetros da capital mineira, o Instituto Inhotim é o maior centro de arte a céu aberto da América Latina, com um dos mais relevantes acervos de arte contemporânea e uma coleção botânica com espécies raras de todos os continentes. Em 2014, ficou entre os 25 museus mais bem avaliados do mundo na opinião dos visitantes.

É um museu dentro de um parque. A relação das obras com o espaço é um dos grandes destaques de Inhotim. Aberto para visitação ao grande público em 2006, o Instituto completa 10 anos este ano com a marca de mais de 2 milhões de visitantes.

Ouro Preto

Sede da Inconfidência Mineira – revolta contra o domínio português e a execução da derrama, uma espécie de ouropretoimposto cobrado sobre o ouro em Minas Gerais pelo governo português –, a cidade de Ouro Preto foi reconhecida pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade.

A principal atração turística é a própria cidade, o maior conjunto barroco do mundo. Ali estão espalhadas pelas igrejas e museus obras de grandes artistas, como Aleijadinho. Alguns outros destaques são o Museu da Inconfidência, o Museu de Mineralogia da Escola de Minas e o Museu do Oratório, além das igrejas de São Francisco de Assis e Matriz de Nossa Senhora do Pilar

Explorando Belo Horizonte

pampulha-internaA capital mineira também tem diversas atrações que agradam os mais variados turistas. Além das excursões já previstas do evento, o participante pode ainda explorar BH, conhecendo suas belezas arquitetônicas, como o Conjunto Moderno da Pampulha, sua famosa gastronomia, no Mercado Central, e a cultura mineira, no Circuito Cultural Praça da Liberdade.

Conjunto Moderno da Pampulha, planejado por importantes nomes da arquitetura e da arte, como Oscar Niemeyer, Roberto Burle Marx e Cândido Portinari, é o principal cartão postal de Belo Horizonte e reconhecido pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade. Fazem parte do conjunto os edifícios e jardins da Igreja de São Francisco de Assis, o Cassino (Museu de Arte da Pampulha), a Casa do Baile (Centro de Referência em Urbanismo, Arquitetura e Design de Belo Horizonte), o Iate Golfe Clube (Iate Tênis Clube), o espelho d’água e a orla da Lagoa.

Considerado o espaço mais democrático da capital mineira, o Mercado Central reúne os mais diversos aromas, cores e sabores. Pão de queijo, frutas, verduras, artesanato, itens de decoração, bijuterias e muitas outras coisas, dentre as quais, claro, muitos queijos e cachaças. Um local para passear, comer e beber. Uma parada obrigatória para quem vai a BH.

Circuito Cultural Praça da Liberdade é composto pela Praça da Liberdade, o Arquivo Público Mineiro, o Centro de Arte Popular – CEMIG, a Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, o Espaço do Conhecimento UFMG, o Museu das Minas e do Metal, o Memorial Minas Gerais Vale, o Museu Mineiro, o Centro Cultural Banco do Brasil – CCBB, a Casa Fiat de Cultura, o Cefar Liberdade e a Casa da Economia Criativa. Por meio de parceria entre o governo do estado e empresas privadas, os prédios públicos foram transformados em espaços culturais. Além disso, ali também são encontradas charmosas cafeterias, que servem de palco para um bate-papo ou até um show de jazz.

As excursões não estão inclusas na inscrição do COBRAMSEG/SBMR 2016, devendo ser contratadas à parte, diretamente com a empresa responsável. Acesse aqui.



Escrito por Joaquim Oliveira às 08h27
[] [envie esta mensagem
] []







Escrito por Joaquim Oliveira às 10h14
[] [envie esta mensagem
] []





DIRETAS JÁ

https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaomateria?id=125574&voto=favor

PEC 20/2016
PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO nº 20 de 2016
Autoria Senador Walter Pinheiro

Ementa
Insere artigo no Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para prever a realização de eleições presidenciais simultaneamente às eleições municipais de 2016.
Explicação da Ementa
Insere artigo no Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para prever a realização de eleições presidenciais simultaneamente às eleições municipais de 2016.

É possível opinar enquanto a matéria tramita no Senado

 



Escrito por Joaquim Oliveira às 10h18
[] [envie esta mensagem
] []





PRESIDENTE DO CREA-PE REALIZA PALESTRA PARA ALUNOS DE ENGENHARIA E VISITA A EMPRESA JÚNIOR DA UNICAP

Elano Lorenzato - Publicado por http://www.unicap.br/assecom1/presidente-do-crea-pe-realiza-palestra-para-alunos-de-engenharia-e-visita-a-empresa-junior-da-unicap/

Evandro-alencar-unicap-junior

Texto e fotos: Dilma Moura – ASC do Crea-PE

Atendendo ao convite do Diretório Acadêmico de Engenharia Civil da Unicap – José Estelita, o presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), Evandro Alencar, participou, na noite da sexta-feira (26), de encontro com estudantes de Engenharia Civil, onde falou, na 3ª edição do Sexta Civil Unicap, sobre a Engenharia Civil – Desafios, oportunidades e perspectivas em tempo de crise.

No encontro, que reuniu mais de 100 alunos na Sala Multiuso do bloco D (CCT), Evandro Alencar abordou o tema da palestra passando por questões que envolvem a escolha da profissão, a importância da Engenharia Civil como atividade capaz de contribuir para a melhoria de vida das pessoas, inclusive, mudar o cenário de fome no mundo, formação e qualificação profissional e sustentabilidade.

Evandro Alencar disse que a construção civil é sim o primeiro setor a registrar queda quando da ocorrência de crise, mas ressaltou que também é o primeiro a mostrar reação logo que a situação econômica começa a melhorar. “É preciso pensar no futuro, nos preparando para a retomada do crescimento. Com o Terça no Crea, estamos investindo na qualificação, atualização e valorização da Engenharia e da Agronomia”, disse o presidente, se referindo ao Programa que implantou com o objetivo de promover a atualização do profissional impedindo que ele saia do mercado e depois tenha dificuldades em reassumir suas funções em virtude da desatualização.

Ele falou ainda sobre o alto percentual de desperdício que ocorre na construção civil por falta de preparo dos profissionais que não se atualizam com as inovações tecnológicas e enfatizou. “Procurem se qualificar ao máximo. Quando me formei, apenas a graduação garantia a inserção no mercado de trabalho. Atualmente, a exigência e muito maior e a qualificação é ponto determinante na escolha dos profissionais”, incentivou.

empresa-junior-crea

Empresa Júnior – Antes de dar início à palestra, Evandro Alencar foi convidado a conhecer a Empresa Júnior da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), que envolve alunos dos cursos de Engenharia Civil e Química, Arquitetura e Administração. Na unidade, o presidente foi recebido pelos alunos, Caio Veríssimo, Eduarda Vieira, João Pedro Tompson e Guilherme Coutinho, respectivamente, presidente, diretora Administrativa Financeira, diretor de Projetos e coordenador Jurídico da Empresa.

Na oportunidade, o presidente da Empresa Júnior e diretores explicaram o funcionamento do órgão estudantil, seus objetivos e ainda conversaram sobre as questões legais que envolvem o registro dessas empresas nos Conselhos. Sobre a questão, o presidente Evandro Alencar, mesmo adiantando algumas informações acerca do entendimento do Crea-PE, pediu que os diretores se reunissem com ele e assessores jurídicos do Crea-PE para discutirem a questão com mais assertividade.



Escrito por Joaquim Oliveira às 16h34
[] [envie esta mensagem
] []





Fórum irá reunir geotécnicos e engenheiros de estruturas para debater temas de interesse comum

Publicado por http://www.abms.com.br/forum-ira-reunir-geotecnicos-e-engenheiros-de-estruturas-para-debater-temas-de-interesse-comum/

Making correctionsDurante o COBRAMSEG/SBMR 2016, que acontece em Belo Horizonte (MG) de 20 a 22 de outubro, a ABMS e a ABECE (Associação Brasileira de Engenharia e Consultoria Estrutural) vão realizar, no dia 21/10, o Fórum Nacional de Interações Estruturais. O objetivo é ampliar e aprofundar a discussão sobre as interfaces envolvendo as áreas de Infraestrutura, Mesoestrutura e Superestrutura, trazendo para debate questões comuns do trabalho de cada área.

“O objetivo é unir o olhar do geotécnico e do estruturalista sobre questões comuns que vivenciamos no dia a dia das nossas profissões”, comenta a engenheira Cássia Azevedo, presidente do Núcleo Minas Gerais da ABMS e uma das coordenadoras do evento. “No Fórum, vamos levantar alguns dos pontos conflitantes sobre os quais normalmente esses profissionais não têm oportunidade de debater para que possamos buscar um entendimento em comum”.
Para Leonardo Passos, diretor da Regional Belo Horizonte da ABECE que divide a coordenação do encontro, a realização do Fórum Nacional de Interações Estruturais vem sendo discutida desde o ano passado.

“A engenharia estrutural e a engenharia geotécnica estão cada vez mais integradas”, afirma Passos. “Mas há muito o que ser acertado”. Ele acreditar ser “fundamental que possamos discutir em aberto os pontos conflitantes”.

Leonardo Passos acredita que o COBRAMSEG é uma “ótima oportunidade de realizarmos esse Fórum, por conta da sua visibilidade nacional e internacional”.

Temas polêmicos

“O Fórum irá receber como palestrantes geotécnicos e estruturalistas que se destacam no cenário nacional sobre os temas a serem discutidos, lembrando que os temas tratados serão polêmicos”, adianta a presidente do Núcleo Minas da ABMS, que abrirá o evento ao lado de Leonardo Passos (ABECE-MG).

A cada bloco de duas a três palestras – que serão ministradas em conjunto com engenheiros da ABMS e da ABECE -, haverá uma sessão de debates. “A respeito dos debates, os participantes poderão enviar suas perguntas ao decorrer das palestras por WhatsApp, sem a obrigação de se identificarem”, conta Cássia. “Iremos disponibilizar um número para que os participantes possam enviar suas perguntas, que passarão por uma triagem da nossa mesa antes de serem direcionadas aos palestrantes. Foi uma forma que encontramos de tornar a sessão de perguntas mais ágil e interativa”.

Dentre a programação, Leonardo Passos destaca as palestras sobre Mapa de Cargas. “Esse é, na minha opinião, um dos assuntos mais polêmicos na grade de programação do evento”, aponta o engenheiro. “Até hoje há discussões sobre como o projetista de estruturas deve apresentar o mapa de cargas e como o geotécnico gostaria de recebê-lo, pois, cada profissional repassa essas informações de uma forma. Queremos, inclusive, tentar discutir o desenvolvimento de um padrão para apresentação do mapa de cargas”.

Palestras

As primeiras palestras do Fórum serão ministradas pelos engenheiros Jarbas Milititsky (ex-presidente da ABMS) e Ubirajara Alvim, membro da ABECE e associado à ABMS. Abordarão os temas “Patologia de Fundações – Desafios para melhoria” e “Patologia de Estruturas e Grandes Desastres Estruturais”, respectivamente.

Augusto Pedreira, presidente nacional da ABECE, irá ministrar a palestra “ATP – Avaliação Técnica de Projeto”. Em seguida, Mário Cepollina, associado à ABMS, apresentará o tema “CQP – Controle de Qualidade de Projeto”. O debate será mediado pelo engenheiro Sérgio C. Paraíso, associado ao Núcleo Minas Gerais da ABMS.

À tarde, Jaime Marzionna e Fred Falconi (ambos ex-presidentes do Núcleo São Paulo da ABMS) irão palestrar sobre “ABNT NBR6222 – Ações nas fundações – Valores característicos e valores de projeto” e “Mapa de Cargas e o Projeto das Fundações”. Em seguida, Ricardo França apresenta a palestra “O Mapa de Cargas”. O debate será mediado por Paulo Bedê, associado da ABECE.

Em seguida, Hélio Chumbinho, diretor adjunto da ABECE-MG, palestra sobre “Bloco de coroamento de Estacas Metálicas”. O bloco final de palestras do Fórum será divido entre os engenheiros Alexandre Gusmão, secretário-executivo da ABMS, e Luiz Aurélio, membro da Diretoria da ABECE. Ambos falarão sobre “Interação solo-estrutura em edifícios”. Gusmão irá abordar o desempenho da fundação de edifícios com foco na interação solo-estrutura, e Aurélio falará sobre métodos para a consideração da ISE nos projetos. O último debate do dia será mediado por Sussumu Niyama, ex-presidente da ABMS.

Toda a programação do evento pode ser conferida acessando este link.

Em breve, a ABMS irá abordar com mais detalhes cada uma das palestras deste grande encontro. Continue ligado nas novidades do COBRAMSEG/SBMR 2016!



Escrito por Joaquim Oliveira às 10h21
[] [envie esta mensagem
] []







Escrito por Joaquim Oliveira às 09h56
[] [envie esta mensagem
] []





Grupo do LinkedIn da ABMS ultrapassa os 2.700 membros

Publicado por www.abms.com.br

linkedinCriado em abril de 2013, o grupo da ABMS no LinkedIn já tem mais de 2.700 membros. Liderado por Márcio Leão, associado ABMS e coordenador de Investigações Geotécnicas e Ensaios Especiais da empresa Terratek Tecnologia, e com o apoio da ABMS, o grupo está em constante expansão. “Temos cerca de 90 novos membros por mês”, conta Márcio.

O perfil dos membros é bastante variado. “Nosso maior público é de estudantes de graduação e pós-graduação que buscam entender os conceitos da engenharia geotécnica abordados através dos temas dos debates”. Há ainda profissionais buscando mudar a área de atuação, acadêmicos e profissionais da engenharia civil de diferentes níveis hierárquicos. “Acredito que a situação atual do mercado de trabalho está levando as pessoas à busca pela capacitação”, completa o criador do grupo.

Diariamente, temas inovadores são publicados no grupo incentivando a discussão de todos os membros. Além disso, congressos, cursos, palestras e outros eventos da ABMS estão sempre em pauta. “É bacana observar que profissionais de diferentes áreas, como ambiental, arquitetura e geologia de engenharia, por exemplo, têm voz ativa no grupo, o que permite uma integração entre as áreas”.

“É nítido que o apoio da ABMS ao grupo propiciou um aumento expressivo do número de integrantes”, finaliza Márcio Leão. “Fico muito contente que esta parceira esteja dando certo”.

Acesse aqui o grupo e faça parte.



Escrito por Joaquim Oliveira às 11h08
[] [envie esta mensagem
] []





COBRAMSEG2016

Acesse http://cobramseg2016.com.br para mais informações.

 



Escrito por Joaquim Oliveira às 15h23
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]