Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 ABMS
 Aulas Iniciais Solos 1
 Aulas iniciais Solos 2
 Muros de arrimo
 Aulas iniciais Fundações
 Revista Fundações
 Currículo Lattes Joaquim
 Método Aoki-Velloso-Tabelas
 Dissertação de Mestrado de Joaquim
 Tese de Doutorado de Joaquim
 Aula Estabilidade de taludes Solos 2
 Aterros sobre solos moles
 Plano de Ensino de Mec. Solos 1
 Plano de Ensino de Mec. Solos 2
 Plano de Ensino de Fundações
 Geotecnia na Arquitetura
 Caso obra solo-fundação-estrutura
 Aula Capacidade de carga Estacas
 Painel ENADE Semana Docente 2014
 NSAT 2015
 Página no Twitter
 Coluna Bíblia e Engenharia
 Laboratório de Topografia UNICAP
 Melhoramento de solo-Fundações
 Palestra Colégio São Luís
 Provas de carga
 Trabalho Solos 2 - 2GQ - 2015.1




Blog de Joaquim Teodoro Romão de Oliveira
 


A ABMS Nordeste convida os seus associados e amigos para participarem da palestra promovida pela POLI-UPE 

e intitulada “Tecnologia de Construção em Solos Moles: A Importância da Investigação Geotécnica”,

a ser ministrada pelo Prof. Dr. Joaquim T. R. Oliveira (UNICAP/UFPE), conforme abaixo:

 

·         DATA: 28 de maio de 2015 (quinta-feira);

 

·         HORÁRIO: 17h00min;

 

·   LOCAL: Auditório da POLI/UPE – Escola Politécnica da Universidade de Pernambuco; Rua Benfica, 455 - Madalena - Recife/PE.




Escrito por Joaquim Oliveira às 16h11
[] [envie esta mensagem
] []





SEFE8 integra associações para discutir teoria e prática

Publicado por www.abms.com.br

janelainternaABMS, ABEF e ABEG, junto com DFI e SINABEF estão unidas na organização do SEFE8 – 8º Seminário de Engenharia e Fundações Especiais e Geotecnia – que acontece de 23 a 25 de junho, em São Paulo. As três entidades estão relacionadas à engenharia de fundações e à geotecnia, mas têm olhares diferentes sobre o assunto. A integração entre as associações traz benefícios para a geotecnia, permite compartilhar conhecimentos, qualificar a teoria e discutir as melhores práticas. Este editorial, assinado por Celso Corrêa, presidente do Núcleo São Paulo da ABMS, por Clovis Salioni Junior, presidente da ABEF, e por José Luiz de Paula Eduardo, presidente da ABEG, aborda aspectos da organização e das expectativas que cercam o SEFE8.

“Voltado para a prática da engenharia, o SEFE aproxima a teoria daquilo que realmente é aplicado no dia a dia. Reunindo fornecedores, projetistas e executores, o SEFE tem como principal objetivo aproximar teoria e prática, além de oferecer soluções para aprimorar a engenharia brasileira.

O encontro anterior, o SEFE7, foi um divisor de águas. Houve o início da parceria com o DFI (Deep Foundations Institute) e uma participação intensa de estrangeiros. O evento confirmou a sua relevância e reconhecimento internacionais. Foi também a primeira edição da Feira da Indústria de Fundações e Geotecnia, que abriu um importante espaço para que as empresas do setor mostrassem produtos e serviços, fizessem networking e novos negócios.

Em 2015, a segunda edição da Feira também estará toda ocupada por empresas nacionais e internacionais. A expectativa é que de 3 a 4 mil pessoas circulem pelos estandes durante os três dias de evento.

Nesta 8ª edição, o SEFE registrou 100 trabalhos aprovados, atingindo as expectativas e mantendo o alto nível dos trabalhos. Deste total, 12 serão apresentados durante o evento.
O evento é uma organização conjunta de três entidades, a ABMS (Associação Brasileira de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica), a ABEF (Associação Brasileira de Empresas de Engenharia de Fundações e Geotecnia) e a ABEG (Associação Brasileira de Empresas de Projetos e Consultoria em Engenharia Geotécnica).

As conferências e palestras técnicas serão ministradas por profissionais estrangeiros de renome internacional. Já as mesas-redondas ficam por conta dos brasileiros, também com reconhecimento internacional.

A ideia é que as conferências e palestras técnicas apresentem inovações e novos métodos construtivos que estão sendo utilizados no mundo. Nas mesas-redondas os participantes vão discutir assuntos relacionados às obras realizadas no Brasil.

São esperados de 700 a 800 participantes no Seminário. Entre eles, espera-se um grande número de profissionais ligados a construtoras e empresas que consomem contratantes dos serviços oferecidos pelas entidades organizadoras. Isso é importante especialmente para difundir a geotecnia para quem de fato tem interesse em utilizá-la em obras de engenharia no Brasil e no mundo.

International Pile Prediction Event

Uma grande novidade do SEFE8 será a divulgação do resultado do International Pile Prediction Event. Trata-se de um desafio para prever o desempenho de uma estaca escavada de grande diâmetro. Será feita a prova de carga e a previsão que mais se aproximar dos resultados experimentais será premiada em sessão técnica do SEFE8.

O desafio surgiu com a construção do maior campo experimental do mundo destinado ao estudo do comportamento de fundações em solos arenosos, construído em Araquari, Santa Catarina, com o apoio da Sociedade Internacional de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica (ISSMGE). O desafio é também uma forma de estimular os profissionais brasileiros a fazer previsões realistas, capacidade fundamental para projetos de fundações.

Contamos com o apoio de todas as empresas e de todos os profissionais que atuam nesse segmento e que estão ligados à ABMS, à ABEF e à ABEG. Vamos juntos espantar a crise e fazer um SEFE8 tão bom quanto foi nosso encontro anterior. Até lá!

Acesse aqui o site do SEFE8.

Celso Corrêa
Presidente do Núcleo São Paulo da ABMS

Clovis Salioni Junior
Presidente da ABEF

José Luiz de Paula Eduardo
Presidente da ABEG



Escrito por Joaquim Oliveira às 10h07
[] [envie esta mensagem
] []





PALESTRA NA UFPE



Escrito por Joaquim Oliveira às 10h04
[] [envie esta mensagem
] []





Criação da Associação de Engenheiros Civis Ex-alunos da UNICAP




Escrito por Joaquim Oliveira às 15h53
[] [envie esta mensagem
] []





PUC-Rio comemora com ciclo de palestras os 50 anos do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil

Publicado por www.abms.com.br

INTERNA-Puc SSandroni - 28 Abril 2015 - palestra foto2O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil da PUC-Rio comemora, em 2015, seus 50 anos de existência. Foi o primeiro curso de pós-graduação na área a ser criado no Brasil, e já conta com mais de mil teses de mestrado e doutorado aprovadas, das quais cerca da metade trata de temas variados da Engenharia Geotécnica. (Na foto, o engenheiro Sandro Sandroni em sua palestra, realizada no dia 28 de abril de 2015)

Para celebrar o jubileu de ouro do Programa, a PUC-Rio vem oferecendo desde o início do ano letivo um programa de seminários técnicos cobrindo assuntos diversos da engenharia. “Todas as semanas, ex-professores, ex-alunos da PUC-Rio e alguns grandes nomes da engenharia civil nacional e internacional virão palestrar na PUC-Rio sobre geossintéticos, estruturas de prédios, fundações, pontes e contenção de encostas, barragens, aterros, ferrovias, portos, túneis, petróleo, ou problemas ambientais”, declara o professor Alberto Sayão, ex-presidente da ABMS, que coordena o Programa de Seminários Comemorativos dos 50 anos da Pós-Graduação em Engenharia Civil da PUC-Rio.

WEB-PALESTRA-Henrique-Meirelles-15-Março-RDC“Nos primeiros dois meses (março e abril), tivemos mais 8 palestras, sempre com a sala lotada (com mais de 60 participantes, incluindo o pessoal externo, membros da ABMS, CBDB, IGS, e ANE), o que atesta o interesse do programa de seminários”, acrescenta o professor Sayão. A palestra inaugural, no dia 13 de março, foi proferida pelo engenheiro Henrique Meirelles, ex-Presidente do Banco Central do Brasil, com o tema Desenvolvimento sustentável: isto é possível em nosso País? (Na foto, o engenheiro Henrique Meirelles)

“O foco principal dos seminários é abordar a prática da engenharia para complementar a formação dos nossos alunos da pós-graduação”, ressalta Sayão. As demais palestras, com 1h de duração, são gratuitas e abertas a todos os interessados. O programa de palestras conta com o apoio das empresas Huesker e Maccaferri, com longa tradição no apoio a pesquisas da PUC-Rio.

O site da ABMS divulgará mensalmente a agenda atualizada dos seminários comemorativos a serem realizados na PUC-Rio. A programação completa, com a lista preliminar de todos os seminários de 2015, pode ser conferida no link abaixo. Para mais informações, os interessados devem entrar em contato com Lenílson pelo telefone (21) 3527-1188/1189 (Ramal 105), ou pelo e-mail lenilson@puc-rio.br.

Confira aqui a agenda completa de seminários da PUC-Rio.



Escrito por Joaquim Oliveira às 10h41
[] [envie esta mensagem
] []





Foi realizada ontem,dia 29/04, no Auditório G-2 da UNICAP , a Palestra sobre o tema "ARCO METROPOLITANO DO RECIFE".

A palestra foi proferida pelo Engenheiro Euclides Bandeira de Souza Neto, Superintendente Regional do DNIT/PE.




Escrito por Joaquim Oliveira às 19h10
[] [envie esta mensagem
] []





                                                               CONVITE

2a  palestra do Programa do Curso "Seminários de Engenharia Civil", que corresponde a uma ação conjunta da graduação e pós-graduação em Engenharia Civil.

A palestra será proferida pelo Superintendente Regional do DNIT/PE, Engenheiro Euclides Bandeira de Souza Neto,

sobre o tema "ARCO METROPOLITANO DO RECIFE",

no dia 29/04/2015, às 18:00hs no auditório GII - BLOCO G - UNICAP


Fonte: Blog de Jamildo/ NE10 (SJCC) - http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1785507



Escrito por Joaquim Oliveira às 12h15
[] [envie esta mensagem
] []





ABMS HOMENAGEIA 100 ANOS DE PELÓPIDAS DA SILVEIRA

Publicado por www.abms.com.br

Se estivesse vivo, Pelópidas da Silveira – engenheiro civil, ex-prefeito de Recife e sócio emérito da ABMS – faria hoje, 15 de abril de 2015, 100 anos de idade. Pelópidas da Silveira foi um dos fundadores do Núcleo Nordeste da ABMS. Além de influente político, Pelópidas atuou na conservação do porto da capital pernambucana e na construção de estradas no interior do estado. Também lecionou na Escola de Engenharia e Arquitetura da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Silveira nasceu em 15 de abril de 1915 em Recife, tendo falecido em setembro de 2008 na mesma cidade. Em 1946, foi nomeado pelo então governador de Pernambuco para ser prefeito de Recife. Mais tarde, em 1955, ocupou novamente o cargo de prefeito da capital pernambucana, dessa vez sendo o primeiro prefeito eleito através do voto popular na cidade.

Silveira é reconhecido por ter dado voz e importância às associações de bairro e conselhos de moradores, que tiveram grande participação nas decisões administrativas do município durante seus mandatos. Como relata o livro “Pelópidas: o homem e a obra”, de autoria de Jaime Gusmão (ex-presidente da ABMS, falecido em 2013), Pelópidas admitiu em carta à Câmera Municipal que lhe preocupava a distância entre o poder público e a sociedade. Para ele, a falta de comunicação entre as administrações e as camadas populares deixavam “as primeiras sem uma visão de conjunto da realidade e as segundas relegadas ao mais cruel desamparo (…)”.

Após conquistar demais vitórias no campo político, teve seu mandato de prefeito cassado e foi preso pelo regime militar em abril de 1964. Libertado somente em dezembro do mesmo ano, foi aposentado compulsoriamente da UFPE, se reintegrando somente na década de 80. Aposentou-se um ano depois.

Atualmente, a Prefeitura do Recife mantém um instituto que leva o seu nome. O Instituto Pelópidas da Silveira tem como missão “delinear o futuro do Recife, produzindo estudos, planos e projetos territoriais, fundamentados em uma visão coletiva de cidade inovadora, criativa e sustentável”. Em sua memória, a Prefeitura entregou hoje um busto do ex-prefeito, que será fixado na descida da Ponte Duarte Coelho.




Escrito por Joaquim Oliveira às 20h16
[] [envie esta mensagem
] []





Hoje, 15 de abril é comemorado o centenário do nascimento do Eng. Pelópidas Silveira, um dos fundadores da ABMS (Associação Brasileira de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica).

Veja a homenagem do CREA-PE no link: http://www.creape.org.br/crea-pe-homenageia-pelopidas-silveira-pelo-centenario-de-nascimento/



Escrito por Joaquim Oliveira às 11h28
[] [envie esta mensagem
] []





www.nsat2015.com.br

 



Escrito por Joaquim Oliveira às 11h36
[] [envie esta mensagem
] []





SEFE8: EVENTO ACONTECE A PARTIR DE 23 DE JUNHO, EM SÃO PAULO

Publicado por www.abms.com.br

 

 O SEFE8 (8º Seminário de Engenharia de Fundações Especiais e Geotecnia) acontece simultaneamente à 2ª Feira da Indústria de Fundações e Geotecnia. Os eventos vão acontecer de 23 a 25 de junho de 2015 nos Pavilhões D e E do Transamérica Expo Center, em São Paulo.

SEFE8

O evento é liderado por um grupo de cinco entidades – ABEF, SINABEF, ABMS, ABEG e DFI. Nessa sua oitava edição, o Seminário contará com a presença de especialistas brasileiros e estrangeiros.

Serão abordados temas da área de engenharia de fundações e geotecnia, apresentando técnicas inovadoras, pesquisas acadêmicas, experiências e casos reais de obras.

Os temas escolhidos para os trabalhos são: Fundação de Edifícios, Geotecnia e Meio Ambiente, Fundação de Portos, Pontes e Obras Especiais, Tratamentos e Melhorias de Solos, Ensaios em Estacas, Responsabilidades da Prática Profissional – Riscos, Consequências e Seguros, Escavações Profundas e Contenções em Obras Urbanas e Estado Atual – Desafios e Perspectivas Futuras em Fundações e Contenções

O SEFE é, tradicionalmente, uma oportunidade para exposição de produtos e serviços e realização de business e networking.



Escrito por Joaquim Oliveira às 18h54
[] [envie esta mensagem
] []





Geotecnia e sustentabilidade serão os temas do próximo Congresso de Geossintéticos, em julho

Publicado por www.abms.com.br (http://www.abms.com.br/geotecnia-e-sustentabilidade-serao-os-temas-do-proximo-congresso-de-geossinteticos-em-julho/)

lavoisiermachadoA IGS-Brasil realiza em Brasília o VII Congresso Brasileiro de Geossintéticos. O evento acontece de 19 a 21 de julho de 2015, juntamente com o Regeo 2015 (VIII Congresso Brasileiro de Geotecnia Ambiental), organizado pela ABMS. Com base na necessidade atual, o tema escolhido foi “Engenharia Geotécnica executada com sustentabilidade”. Lavoisier Machado, presidente da IGS-Brasil e membro ad-hoc na Diretoria da ABMS, fala neste editorial sobre a importância deste evento para os profissionais e para as empresas.

“Em sua sétima edição, o Geossintéticos retorna a Brasília, onde foi realizado pela primeira vez em 1992. Desde então, o encontro, em cada uma de suas edições, mostra-se sempre importante, especialmente por apresentar à comunidade técnica e, em especial à geotécnica, as novidades no segmento brasileiro dos geossintéticos – setor marcado por um processo contínuo de inovação.

Outra dimensão a ser destacada é a que se refere ao REGEO, pois a importância e a demanda de análises de situações relacionadas à Geotecnia Ambiental só fazem crescer.

A escolha de Brasília não se deu por acaso. O Distrito Federal é um centro que reúne os poderes da República e alguns dos mais proeminentes formadores de opinião. Pela proximidade com as sedes de órgãos governamentais, o evento contará com a presença de congressistas e técnicos ligados direta e indiretamente a ministérios, autarquias, empresas públicas e outros órgãos responsáveis por especificar ou contratar obras de engenharia e infraestrutura.

Sabemos que o momento atual da economia não é favorável e exige um julgamento criterioso dos investimentos. Mas, com certeza, o Brasil não irá parar durante este período, nem a geotecnia deixará de ter importância para as obras de infraestrutura. É preciso ver oportunidades no presente e planejar-se para o momento de retomada. Estes Congressos são, nesse contexto, uma oportunidade de aperfeiçoamento para os profissionais envolvidos e, sem dúvida, trarão retorno institucional e de negócios às empresas participantes.

A IGS-Brasil e a ABMS convidam toda a comunidade técnica para o Geossintéticos e Regeo 2015. Esperamos que empresas, profissionais e acadêmicos possam, durante os eventos, discutir e encontrar soluções que contribuam para o desenvolvimento da engenharia, assim como para abreviar o atual momento da economia e reduzir suas consequências. Contamos com vocês!

Até breve!

Lavoisier Machado
Presidente da IGS-Brasil e membro da ABMS



Escrito por Joaquim Oliveira às 10h03
[] [envie esta mensagem
] []





GRUPO DA ABMS NO LINKEDIN APROXIMA PROFISSIONAIS

Publicado por www.abms.com.br (http://www.abms.com.br/grupo-da-abms-no-linkedin-aproxima-profissionais/)

Os interessados em compartilhar informações profissionais, relacionadas ao universo da geotecnia, têm hoje um novo meio para promover esse intercâmbio. Trata-se do Grupo ABMS criado no LinkedIn por um associado da entidade, Marcio Leão (foto abaixo, à direita), coordenador de Investigações Geotécnicas e Ensaios Especiais da empresa Terratek Tecnologia, no Rio de Janeiro.

“Comecei a perceber que profissionais de diferentes áreas tinham a necessidade de informações sobre assuntos relacionados à Mecânica dos Solos, à Mecânica das Rochas, à Geotecnia, à Geologia e à Engenharia de forma geral”, conta Leão. “Como sou associado à ABMS e acompanho bastante as novidades e discussões propostas pela entidade,marcioleao resolvi criar o grupo e oferecer aos profissionais presentes no LinkedIn uma fonte de notícias relacionadas ao assunto”.

Criado em 2014, o grupo ABMS do LinkedIn conta hoje com mais de 760 integrantes, das mais variadas origens, idades e atuações profissionais. Eles utilizam a rede para trocar informações e experiências. “É uma troca muito bacana, muito dinâmica”, ressalta Marcio. Além disso, ali são divulgados eventos, notícias sobre acidentes geotécnicos, novidades do setor e alguns debates.
“Acompanho de perto o site da ABMS e ele é uma ótima fonte de notícias para o grupo”, conta o criador. “Sempre repercuto no grupo as matérias da ABMS”.

Em sintonia com a ABMS

Ao perceber que o grupo estava ganhando novos adeptos, Marcio Leão reuniu-se com a ABMS para apresentar aos membros da Diretoria as caraterísticas do grupo e os seus objetivos. “Como estava usando a imagem da ABMS, achei importante estar em sintonia com a entidade”, lembra Marcio.

Para André Assis, presidente da Associação, embora o grupo não tenha nenhuma interferência da ABMS, a iniciativa conta com total apoio da Diretoria. “É uma ferramenta importante para integrar os profissionais da Engenharia Geotécnica e disseminar informações sobre a área”, destaca o presidente.

Acesse aqui o grupo e faça parte!

Marcio Leão criou também grupos do CBT – Comitê Brasileiro de Túneis – e do CBMR – Comitê Brasileiro de Mecânica das Rochas.

Para fazer parte do grupo do CBT, clique aqui.
Para fazer parte do grupo do CBMR, acesse aqui.

Os termos e contatos do grupo são de responsabilidade do autor e do LinkedIn. A ABMS apoia a iniciativa, mas não responde pelo grupo.




Escrito por Joaquim Oliveira às 19h10
[] [envie esta mensagem
] []





Aconteceu na noite de ontem, dia 19/03, no Auditório G-2, a palestra intitulada “Desafios para a Construção de uma Engenharia Sustentável”, que foi proferida pelo Prof. Alexandre Gusmão (UPE).



Escrito por Joaquim Oliveira às 10h10
[] [envie esta mensagem
] []





Cursos de Graduação e Pós-Graduação em Engenharia Civil

Palestra de Engenharia Civil


Palestrante: Prof. Dr. Alexandre Duarte Gusmão

Título: Desafios para a Construção de uma Engenharia Sustentável

 

A palestra abordará aspectos profissionais e de pesquisa, dentro das tendências atuais da Engenharia e do contexto brasileiro.


Data: 19/03/2015

Horário: às 18:00hs

Local: no auditório G-2, bloco G, 1o andar.

   

* MINI-CURRÍCULO DO PALESTRANTE: (Currículo inteiro acesse:  http://lattes.cnpq.br/4312371877753383)

 

-Doutorado em Engenharia Civil pela PUC-Rio

-Mestrado em Engenharia Civil pela COPPE - UFRJ

-Engenheiro Civil pela UFPE

-Professor dos cursos de Engenharia Civil da Escola Politécnica-UPE e do IFPE

-Consultor na área de fundações Gusmão Engenheiros Associados

-Secretário da Associação Brasileira de Mecânica dos Solos

* APOIO:

-IBRACON-Instituto Brasileiro do Concreto, Diretoria Regional-PE

-ABMS-Associação Brasileira de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica, Núcleo Nordeste



Escrito por Joaquim Oliveira às 18h29
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]